Amargo e duro

Provei, algumas vezes, o pão que o Diabo amassou. Ainda me lembro do seu sabor amargo, duro, dficil de engolir. No final dos anos trinta e inicio dos anos 40 do século passado, pão amassado pelo Diabo era o que mais havia no Algrave, onde nasci, e no resto do país: miséria e pobreza de Norte a Sul.

Criança, ainda ia para as filas de racionamento com as senhas no bolso das calças. Salazar já dominava o poder até uma providencial cadeira o fazer cair. A Segunade Guerra mundial começava a não correr como Hitler imaginava, apenas o inicio da viragem a Leste.

Hoje, a minha dieta começou a ter algumas restrições, as compras no supermercado são mais reduzidas.

Nunca imaginei que pudesse ter o pão do Diabo a espreitar, por gentileza de Passos Coelho: a vida nunca é como imaginamos.

tags:
publicado por pimentaeouro às 17:29