Despedida #2

 

 

 

 

Também quero despedir-me de ti, amor. Sinto que os meus dias já são poucos e quero que saibas que ainda te amo.

 

O nosso amor foi o infeliz encontro de duas pessoas que não poderam amar-se, foste proibida de o fazer como nos romances de Camilo: um golpe fundo no teu coração.

 

Lembras-te? Tivemos dois namoros: o primeiro, mudo, sem palavras, só os nossos olhos falavam e queriam que nos conhecêssemos, que nos encontrássemos, um sonho a dois; o segundo foi o drama que não esperavas que pudesse acontecer, que te foi imposto.

 

Tiveste o pranto dos dramas, do drama que  estava a ferir o teu coração.

 

Está escrito não sei onde que não voltarei a ver-te mas até ao final dos meus dias, a minha memória guardará, com muita saúdade, a recordação do nosso amor.

 

 

 

 

 

 

tags: ,
publicado por pimentaeouro às 19:24