Fernando Pessoa

Maravilha-te, memória!
 
MARAVILHA-TE, memória! 
Lembras o que nunca foi, 
E a perda daquela história 
Mais que uma perda me dói.

Meus contos de fadas meus - 
Rasgaram-lhe a última folha... 
Meus cansaços são ateus 
Dos deuses da minha escolha...

Mas tu, memória, condizes 
Com o que nunca existiu... 
Torna-me aos dias felizes 
E deixa chorar quem riu.

tags: ,
publicado por pimentaeouro às 22:03