Horizonte

 

 




O meu horizonte é cada vez mais reduzido. Sigo o processo natural de envelhecimento de todos os velhos: limitações acrescidas, disfunções, fadiga, doença. Um numero muito reduzido de privilegiados desfruta de uma velhice saudável, menos ainda com uma boa reforma e menos ainda sem solidão.

O processo de envelhecimento, variável de pessoa para pessoa, é condicionado por vários factores, nomeadamente pelo estilo de vida durante a vida activa: enquanto vivemos estamos a realizar um bom ou mau investimento na velhice, sem nos darmos conta disso. A factura aparece com a reforma.

Ainda consigo manter alguns habitos normais, nomeadamente o gosto pela leitura e pela musica e alguma vontade de escrever na blogosfera.

Presentemente, a minha modesta reforma - que já levou um corte de cerca de 30%. Obrigado Passos Coelho - ainda posso considerá-la privilegiada mas sei que nos próximos dois, três anos, estará perto da pobreza: mais velho e mais pobre!

O meu horizonte reduz-se.


tags: ,
publicado por pimentaeouro às 20:10