Linha divisória

 

 

Onde está a linha divisória que separa o certo do errado? A doença é uma doença maldita, dor crónica permanente. Há doentes que suportam estoicamente a dor e, no outro extremo, doentes que e queixam permanentemente, que transmitem a angustia  que sentem.

Não tenho preparação nem capacidade para lidar com tamanho fardo, é demais para mim.

A tristeza invade-me, apodera-se de mim.

tags: ,
publicado por pimentaeouro às 21:29