Recuperar a memória

 

 

Mais de metade da minha vida foi apagada na minha memória: é assim desde que me conheço. Esta doença indolor é trágica, foi contraída na infância e rouba-me uma grande parte da minha  vida.

Como nos conhecemos Fernanda?

Em que data da década de cinquenta, quantos anos tinhas? 

Entre o conhecimento e o namoro o tempo foi curto?

Sendo praticamente um desconhecido e um pé rapado, porque fui escolhido? (talvez não devesse fazer esta pergunta porque a química do amor é quântica).

E agora a dúvida que me atormenta, porque aquele tudo ou nada, pegar ou largar? (para mal dos meus pegados não soube tornear o problema. Foi um dos maiores erros da minha vida.)

A segunda vida dos velhos é recordar a mocidade e eu só tenho fragmentos dela.

tags: , ,
publicado por pimentaeouro às 22:08