As aplicações de flores, feitas com carinho,  que distribuístes pela casa, as decorações de espelhos e móveis, os pequenos bibelôs,  emocionam-me e recordam-me a tua alegria de viver, o prazer que tinhas em tratar de flores, a tua sensibilidade e gosto apurado. 

Deambulo pela casa - eras a alma da casa -, na casa agora só existe solidão e tristeza. A doença que te destrói o cérebro transforma-te noutra mulher que vai deixando de me conhecer: não merecemos este drama no final das nossas vidas.

publicado por pimentaeouro às 16:59