mais sobre mim

links

pesquisar

 

arquivos

Terça-feira, 31 DE Março DE 2015

Tunel sem luz

A dor crónica prolongada causa lesões no cérebro e a minha mulher apresenta os primeiros sintomas da doença de Alzheimer, desconfiança e agressividade.

A desconfiança é sobre factos que não aconteceram, não há argumentos que aceite, não é racional. São os primeiros passos sobre a linha divisória entre o racional e a insanidade, linha invisível mas real, de um momento para o outro ultrapassa a zona da racionalidade, o pouco depois regressa ao seu estado normal e as manifestações de agressividade também acontecem sem motivo aparente: são alterações no comportamento que a doença irá acentuando.

A única atitude possível, que não é fácil, é não reagir, não responder porque nada a demove e, pelo contrário, acirra as alterações.

Com o passar do tempo, quantos meses? Tudo se irá agravar. Com 80 anos não sei se poderei aguentar este lenho.

publicado por pimentaeouro às 16:09
Terça-feira, 13 DE Maio DE 2014

O cálice mais amargo

 

A vida reservou-me para a velhice o cálice mais amargo, como se fosse o último castigo de um malfeitor. A juntar aos meus problemas de saúde, que são graves, a minha mulher é vítima de uma doença rara, neuropatia periférica.

Não procuramos remédio para uma cura que não existe, procuramos remédio, que não há, para minorar a dor crónica. Os poucos medicamento que há, têm falhado. Em último recurso tomou Durogesic, transdérmico, a morfina que é prescrita aos doentes terminais, e os efeitos secundários foram tão violentos que teve de deixar de tomá-lo. 

Só recentemente é que neurologistas e neurocirurgiões começaram a estudar os mecanismos cerebrais que provocam a dor crónica. Por enquanto há poucas novidades.

Agora a última esperança é experimentar canabis medicinal que é ilegal entre nós e difícil de obter.

Os problemas de saúde que tenho parecem-me insignificantes comparados com o sofrimento dela. Não encontro palavras para descrever o drama em que vivo, é a maior tristeza da minha vida: é uma vida sem esperança.

publicado por pimentaeouro às 14:41
Segunda-feira, 16 DE Dezembro DE 2013

Uma boa notícia



Hoje fiz o teste da síndroma de Alzheimer e passei. É uma das doenças mais dramáticas, principalmente, para os familiares e pessoas que tem que lidar com estes doentes. É uma degeneração do cérebro e quando surgem os primeiros sintomas já não à nada a fazer.

A percepção do mundo altera-se progressivamente: perda da memória de curto prazo, visão errada dos objectos, alterações da consciência, deixar de reconhecer familiares e amigos, até à perda total da consciência; o doente fica um verme. Ao dramatismo da doença junta-se a sua longa duração.

Tirei os quilos dos ombros, ficaram outros de outras doenças.

tags:
publicado por pimentaeouro às 22:49

pesquisar

 

Dezembro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro