Pranto

 

Aquele pranto convulsivo era a dor teu amor inesperadamente destruido pela força: estávamos proibidos de  amar, como uma espécie de condenação sem qualquer atenuante.

Tu estavas dez anos avançada para a época do nosso manoro e o teu pai considerou o nosso namoro uma afronta.

tags: ,
publicado por pimentaeouro às 12:53